Groupe PSA tem lucro líquido consolidado de € 3,584 bilhões em 2019

  •  
Groupe PSA tem lucro líquido consolidado de € 3,584 bilhões em 2019 Foto: Divulgação

O Groupe PSA anunciou seus resultados para 2019. Segundo a empresa, os dividendos de € 1,23 por ação serão submetidos para aprovação na próxima Assembleia Geral de Acionistas.

 

O faturamento do Grupo foi de € 74,731 bilhões em 2019, um crescimento de 1,0% comparado a 2018. Enquanto o faturamento da Divisão Automotiva foi de € 58,943 bilhões, alta de 0,7% versus 2018.

O resultado operacional ajustado da empresa ficou em € 6,324 bilhões, um aumento de 11,2%, tendo o resultado operacional ajustado Automotivo aumentado 12,8% e atingido € 5,037 bilhões. Esse forte nível de rentabilidade de 8,5% foi conseguido graças a um mix de produtos positivo e a reduções de custo adicionais, apesar dos efeitos negativos da taxa de câmbio e dos aumentos de custos de matérias-primas, apontou a companhia.

A margem operacional ajustada do Grupo atingiu 8,5%, um aumento de 0,8 p.p. versus 2018. Outras receitas e despesas operacionais foram de - € 1,656 bilhão, comparadas a - € 1,289 bilhão em 2018. Já as despesas financeiras líquidas caíram para - € 344 milhões, comparadas com - € 446 milhões em 2018.

O lucro líquido consolidado atingiu € 3,584 bilhões, um aumento de € 289 milhões comparado a 2018. O lucro líquido referente aos acionistas controladores atingiu € 3,201 bilhões, um aumento de € 374 milhões em comparação a 2018.

Além disso, o Banco PSA Finance reportou um lucro operacional ajustado de € 1,012 bilhão, um aumento de 7,8%. A Faurecia teve um lucro operacional ajustado de € 1,227 bilhão, com queda de 2,9%.

De acordo com a empresa, o fluxo de caixa livre das atividades industriais e comerciais foi de € 2,745 bilhões, dos quais € 3,265 bilhões da Divisão Automotiva.

Os estoques totais, incluindo os concessionários independentes e importadores, ficaram em 606 mil veículos em 31 de dezembro de 2019, uma queda de 74 mil veículos na comparação com 31 de dezembro de 2018.

A posição financeira líquida das atividades industriais e comerciais foi de € 7,914 bilhões em 31 de dezembro de 2019, depois do efeito do IFRS 16 e da aquisição da Clarion pela Faurecia, e incluindo a dívida ligada ao compromisso de recompra das ações da DFG.

Para o Groupe, em 2020 deverá haver uma queda de 3% no mercado automotivo da Europa e de 2% na Rússia, bem como um mercado automotivo estável na América Latina.

(Redação - Investimentos e Notícias)