Mobly tem crescimento em 2020, aumento de 57,6% de GMV e 48,2% de receita líquida

  •  
Mobly tem crescimento em 2020, aumento de 57,6% de GMV e 48,2% de receita líquida Foto: Divulgação Mobly tem crescimento em 2020, aumento de 57,6% de GMV e 48,2% de receita líquida

A Mobly S.A. (MBLY3), companhia de home & living líder no Brasil, divulga seus resultados financeiros referentes ao último trimestre de 2020 (4T20) e consolidado anual. No ano de 2020, marcado pelo crescimento exponencial do e-commerce, apesar dos desafios trazidos pela pandemia do coronavírus, a Mobly acelerou seu crescimento e consolidou sua liderança no segmento. Além disso, 2020 marcou também o início da estratégia acertada da companhia em ingressar no novo mercado de ações, iniciativa essa concretizada em fevereiro de 2021.

Com a execução de suas estratégias e contando com uma base de aproximadamente 985 mil clientes ativos em 31 de dezembro de 2020, que realizaram mais de 1,5 milhões de pedidos ao longo de 2020, a Mobly registrou, no ano passado, GMV de R$ 950,3 milhões e receita líquida de R$ 603,1 milhões, 57,6% e 48,2%, respectivamente, superior à 2019. No 4T20, o crescimento do GMV foi 35,6%, atingindo R$ 265,5 milhões frente a R$ 195 milhões no último trimestre de 2019. Já o crescimento da receita líquida no período foi de 43,4%, atingindo R$ 182,4 milhões, frente a R$ 127,2 milhões no último trimestre de 2019.

“É com muita alegria que anunciamos a primeira divulgação de resultados após nossa abertura de capital com números tão positivos, que materializam a consistência do nosso trabalho, mostrando que estamos no caminho certo, desenvolvendo um negócio forte, resiliente e que evolui trimestre a trimestre”, afirma Marcelo Marques, cofundador da Mobly.

As restrições impostas ao varejo físico levaram a uma aceleração da absorção do mercado de móveis e decoração on-line, o que sensibilizou o crescimento da companhia. A elevação desta demanda levou a um ganho de eficiência na margem de contribuição III, que cresceu 67,4%, frente um crescimento de 48,2% da receita operacional líquida, no acumulado do ano de 2020. Também, as medidas de redução de custos adotadas levaram a uma estabilidade das despesas gerais e administrativas. A combinação de tais ganhos de escala beneficiou a margem líquida da Mobly, em 2,7 p.p. comparado ao mesmo período do ano anterior.

A rentabilidade da companhia também seguiu em ascensão, atingindo R$ 241,6 milhões de lucro bruto em 2020, contra R$ 166 milhões registrados em 2019, uma evolução de 45,5%. Quando olhamos para o último trimestre do ano, a comparação representa um ganho de 32%, sendo R$ 69,2 milhões no 4T20 contra R$ 52,4 milhões no mesmo período de 2019.

Ao longo de 2020, a Mobly realizou investimentos significativos, na ordem de R$23,1 milhões (CAPEX), na expansão de sua malha logística, no crescimento do número de lojas físicas e no desenvolvimento de tecnologias proprietárias. Esses investimentos têm como principal objetivo melhorar a experiência de compra dos clientes.

“Concentramos parte dos nossos esforços em nossa plataforma omnicanal, atendendo nossos clientes principalmente via e-commerce. Além disso, focamos também na melhoria de nossas margens por meio do desenvolvimento de nosso portfólio de marca própria e fortalecimento de nosso relacionamento com os principais fornecedores. Por fim, reduzimos custos logísticos com a expansão do nosso serviço logística própria e abertura de novos CDs”, completa Marques.

Acentuando seu crescimento e o sucesso da execução do planejamento desenhado para a companhia, o EBITDA ajustado do ano registrou uma variação de 212%, revertendo um EBITDA ajustado negativo de R$ 7,1 milhões no acumulado de 2019 para um EBITDA ajustado positivo de R$ 7,9 milhões no mesmo período de 2020, com margens de -1,7% em 2019 e 1,3% em 2020, resultando em um ganho de 3,1 p.p.

“Encerramos um ano desafiador como 2020 com números significativos e com um crescimento substancial na base de clientes ativos na nossa plataforma de e-commerce, que, em 31 de dezembro de 2020, registrou um aumento de 49% se comparada ao mesmo período de 2019. Essa base de clientes ativos tornou-se ainda mais familiarizada com nosso site, gerando benefícios recorrentes, o que contribuirá para a geração de receitas futuras”, comemora.

“Dessa forma, seguimos nosso compromisso de transformar a maneira como as pessoas realizam compras para suas casas, oferecendo uma experiência omnicanal e vasta oferta de produtos, com o uso de tecnologia baseada em dados. E, mesmo diante de incertezas macroeconômicas, manteremos nossa estratégia com crescimento orgânico e foco em rentabilidade, tendo como principais movimentos a aceleração do e-commerce, a evolução do nosso modelo de marketplace, incluindo o aumento da base de parceiros e de expansão de sortimento, melhorias e novos desenvolvimentos de tecnologias. Os resultados preliminares do 1o trimestre de 2021, que apresentaram um crescimento de 50,3% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, atingindo R$ 245,4 milhões, mostram que estamos no caminho certo”, finaliza o executivo.

(Redação - Investimentos e Notícias)