Vale aprova distribuição de dividendos no valor de R$ 2,177 por ação

A Vale S.A, informa que o Conselho de Administração aprovou na data de ontem (17) a distribuição de dividendos aos acionistas no valor de R$ 2,177096137 por ação. Esta distribuição ora aprovada não guarda relação com o dividendo a ser regularmente pago em setembro de 2021, a ser deliberado pelo Conselho de Administração nos termos da Política de Remuneração aos Acionistas vigente.

Vale anuncia intenção de sair do negócio de Carvão

A Vale continua progredindo, apesar dos desafios adicionais impostos pela pandemia da Covid-19 no Brasil, em seu plano de estabilização do Minério de Ferro, retomando o restante da capacidade paralisada no site de Timbopeba e na usina de pelotização de Vargem Grande. Em Metais Básicos, a venda das operações de VNC foi um passo importante no compromisso da Vale de transformar o negócio, simplificando o fluxograma das operações e permitindo um foco contínuo nos ativos core. A Vale também anunciou sua intenção de sair do negócio de Carvão e concluiu em abril a reformulação das duas plantas de processamento em Moatize, que deverá produzir resultados sustentáveis para o negócio.

Vale anuncia pagamento de remuneração aos acionistas

A Vale informa que o Conselho de Administração, aprovou na data de hoje a distribuição de remuneração aos acionistas, referente ao segundo semestre de 2020, no valor bruto de R$ 4,262386983 por ação, sendo R$ 3,426505027 por ação na forma de dividendos e R$ 0,835881956 por ação na forma de juros sobre o capital próprio (JCP), apurado com base no balanço levantado na data base de 30 de setembro de 2020.

Vale registrou um lucro líquido de US$ 739 mi no 4T20

O EBITDA Ajustado proforma da Vale atingiu US$ 9,103 bilhões no quarto trimestre de 2020 (4T20), ficando US$ 2,879 bilhões acima do 3T20, e totalizando US$ 15,327 bilhões no 2S20 e US$ 21,954 bilhões para o ano completo de 2020. O resultado trimestral foi impulsionado principalmente por:

Vale registra lucro líquido de US$ 2.908 mi no 3T20

O EBITDA proforma da Vale totalizou US$ 6,224 bilhão, ficando US$ 2,638 bilhão acima do 2T20 e foi o maior desde o 4T13. Embora o EBITDA tenha melhorado em todos os negócios da Vale, o melhor resultado deveu-se principalmente pelo aumento de 26% dos preços realizados de minério de ferro e pelo aumento de 20% no volume de vendas de minério de ferro no 3T20.

Vale entregou uma forte produção de minério de ferro no 3T20

A Vale está evoluindo com seu plano de estabilização e entregou uma forte produção de minério de ferro no terceiro trimestre de 2020 (3T20). Os negócios de Níquel e Cobre conseguiram recuperar a produtividade para um início robusto no 4T20, após normalizar a rotina de manutenção no trimestre. Os resultados foram possibilitados pelo comprometimento da força de trabalho com os padrões de segurança da empresa e com rígida disciplina operacional, seguindo a implantação contínua do Sistema de Produção Vale (VPS).

Vale conclui operação de desinvestimento na PT Vale

A Vale informa que sua subsidiária Vale Canada Limited (VCL) completou, em conjunto com a Sumitomo Metal Mining Co., Ltd (SMM), a venda e transferência de 20% de participação na PT Vale Indonesia para a PT Indonesia Asahan Aluminium (Persero, também conhecida como Inalum). De acordo com os termos informados em 19 de junho de 2020, a VCL recebeu IDR 4.126 bilhões, aproximadamente US$ 278 milhões em caixa.

Assinar este feed RSS